Os maiores mitos sobre People Analytics

Compartilhe este artigo na sua rede

Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pocket
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
People Analytics é uma ferramenta fantástica que promete – e cumpre! – tornar o RH mais estratégico Porém, não se engane: ela não vai fazer todo o trabalho por você. Quando discutimos sobre ciência de dados e análise preditiva aplicada à função de recursos humanos, é comum nos depararmos com a falsa ideia de que o sistema de inteligência artificial vai resolver todos os problemas que afligem o profissional de RH. Não é bem assim. People Analytics é ciência, não mágica – e eis o que esse recurso NÃO pode fazer pela sua empresa:

Prever no nível do indivíduo

A tecnologia é desenvolvida para gerar previsões acerca do comportamento de um grupo demográfico, o que significa que, para fazer análises, é necessário uma amostragem significativa. Por exemplo, se na sua empresa só há um diretor financeiro, não é possível antecipar em quanto tempo ele deve ser promovido. People Analytics requer representatividade!

 Tomar decisões

Justamente por não gerar previsões no nível do indivíduo, a análise de dados de RH não entrega uma resposta pronta. No fim do dia, você terá que fazer as escolhas. As pessoas precisam conscientizar-se de que a máquina não toma decisões – ainda – e que, por isso, os seres humanos precisam saber ler, interpretar e discutir as informações geradas pelo sistema. Pense em People Analytics como uma forma de ter mais embasamento para decisões estratégicas, e não como um guru.

Dar certezas absolutas

Apesar de indicar uma probabilidade e uma direção, o sistema tem uma margem de erro – e, infelizmente, muitos profissionais que estão lidando com análise ignoram esse aspecto. O algoritmo pode gerar um relatório que prevê que a probabilidade de um grupo pedir demissão nos próximos seis meses é de 90%, mas se a taxa de erro for de 30%, o grau de confiança acaba caindo. Por isso, lembre-se: não se deve tomar um resultado como valor absoluto.

Gerar resultados imediatos

A primeira etapa de um projeto de People Analytics é identificar os dados disponíveis e onde eles se encontram para, posteriormente, reuní-los em um só lugar. Só essa fase pode levar entre um e três meses, ou seja, não espere resolver as questões de RH da sua empresa em apenas trinta dias. Nos melhores cenários, aqueles em que os dados estão organizados – uma miragem, eu diria -, a análise pode levar de um a seis meses, dependendo da complexidade do projeto. Quer receber mais dicas para auxiliá-lo a alcançar uma gestão de alto padrão com foco em pessoas? Siga-nos no TwitterLinkedIn e Instagram, curta a página no Facebook e fique por dentro de todas as novidades.

Não deixe de ler também…

O que é accountability? Saiba quais são seus benefícios
Gestão de Pessoas

O que é accountability? Saiba quais são seus benefícios

Você sabe o que é accountability? Termo de difícil tradução, pode ser entendido como a responsabilidade que cada colaborador deve ter dentro de uma empresa. Esse conceito também engloba o compromisso que cada um tem com o trabalho desenvolvido, e é papel dos gestores delegar responsabilidades de maneira clara e correta com o intuito de

Leia mais »