Qual o papel do RH na motivação e no desempenho dos funcionários?

Quer saber mais sobre as soluções da Appus?

Uma cultura de trabalho positiva e um bom clima organizacional trazem resultados efetivos para a empresa. Por meio dessa estratégia, é possível aumentar a produtividade e o engajamento dos colaboradores, assim como criar um ambiente propício para a inovação. Porém, esses benefícios só são conquistados com motivação e desempenho dos funcionários.

Um estudo da Harvard Business Review, apresentado pela 99Jobs, mostrou que a melhoria da motivação na equipe pode elevar os lucros em até 47%. Além disso, o mesmo material indica que pessoas satisfeitas, felizes e motivadas são até 50% mais produtivas.

Nesse contexto, motivação é definida pelo autor Craig Pinder como “um conjunto de forças internas e externas que iniciam um comportamento voltado para o trabalho, determinando sua forma, direção, intensidade e duração”. Ou seja, a interação que ocorre entre ambiente e indivíduo desperta esse estímulo pessoal — e isso impacta diretamente a performance de cada colaborador.

Nesse momento, a questão é: qual é o papel do RH para incentivar e estimular os profissionais? É o que vamos abordar neste post. Vamos lá?

Quais são os impactos de funcionários motivados para sua empresa?

A motivação é influenciada por forças internas e externas, isto é, estímulos sociais, biológicos, emocionais e cognitivos. Por isso, direciona o comportamento dos indivíduos para que todos empreguem esforços a fim de alcançar um objetivo predeterminado.

Um exemplo bastante simples é quando os interesses pessoais e os da empresa estão alinhados. Nesse caso, existe um estímulo que fomenta a motivação do empregado. No entanto, se o funcionário está desmotivado, os prejuízos são significativos.

A insatisfação pode ser gerada por diferentes fatores, como problemas com o chefe, más condições físicas do local de trabalho, salário aquém do esperado, contratempos nos relacionamentos interpessoal e familiar etc.

Nesse caso, os impactos negativos são:

  • aumento do absenteísmo;
  • elevação do turnover;
  • redução da produtividade e da performance.

A motivação modifica esse cenário e aumenta as chances de engajamento dos colaboradores. Isso ocorre porque eles se sentem valorizados e parte integrante da empresa. Além disso, o reconhecimento de suas funções é essencial para que compreendam qual é seu papel diante dos resultados atingidos.

Qual é o papel do RH em relação à motivação dos funcionários?

O setor de Recursos Humanos tem um papel estratégico nas organizações. Por meio das atividades executadas nessa área, a motivação pode ser incentivada e aumentar a qualidade de vida no trabalho. Da mesma maneira, o clima organizacional melhora e impacta a produtividade.

O gestor de RH deve compreender que a motivação está diretamente relacionada ao aperfeiçoamento da performance individual. É assim que conseguirá trabalhar esse aspecto de forma estratégica para alavancar os resultados alcançados pela organização.

Como fazer isso? A resposta está em uma atuação que fomente as potencialidades dos indivíduos. O propósito é incentivar a criatividade, a autoconfiança, a autonomia e a iniciativa, características essenciais para atender às demandas internas e dinamizar o fluxo produtivo a partir do desempenho aprimorado.

O RH também deve habilitar os profissionais a interagir dinamicamente com os processos produtivos e pessoais, sempre considerando suas habilidades, qualidades e personalidades. Assim, o trabalho em equipe é estimulado para que o time construa estratégias de princípios, meios e fins para atingir os objetivos organizacionais.

Todas essas ações devem ser guiadas pela missão, pela visão e pelos valores da empresa, porque é a partir deles que as políticas de RH estarão alinhadas às estratégias organizacionais. No entanto, o capital humano nunca deve ser esquecido ou deixado de lado, porque é o principal ativo da companhia.

Quais estratégias podem ser usadas pelo RH para melhorar a motivação e o desempenho dos funcionários?

O papel do RH precisa ser bem executado para garantir a motivação e o desempenho dos colaboradores. Mais que apenas entender a parte teórica do trabalho, também é necessário compreender as estratégias que podem ser adotadas, já que elas serão colocadas em prática.

Para entender melhor esse cenário, listamos a seguir algumas técnicas importantes nesse contexto. Confira!

Implemente metas de desempenho

As metas de desempenho são uma das maneiras mais eficientes de incentivar a motivação e o engajamento dos colaboradores. A recompensa pode ser oferecida de diversas formas, como bônus, prêmios, progressão na carreira, folgas etc.

Para ter resultados positivos, é essencial que as metas sejam ambiciosas o suficiente para estimular a produtividade ao mesmo tempo que sejam alcançáveis. Definir um objetivo irreal tende a causar o efeito inverso e gerar desânimo entre a equipe.

Reconheça atitudes positivas

Os colaboradores que tiverem atitudes bem-sucedidas e proativas devem ser valorizados. Essa é uma postura profissional bastante procurada atualmente, porque a autonomia traz mais flexibilidade e dinamicidade ao trabalho. Além disso, o reconhecimento é tão importante quanto a remuneração. Por isso, repasse feedbacks de elogios para mostrar que a atitude positiva é percebida e vista com bons olhos.

Desenvolva um plano de carreira

O plano de carreira é um documento que evidencia o que cada indivíduo pode fazer para ser promovido e progredir profissionalmente. A ideia é estabelecer quais são as regras a serem seguidas, por exemplo, qual é o tempo mínimo necessário em determinado cargo para que seja possível pensar na possibilidade de ascensão. Assim, os colaboradores podem implementar mudanças e ter as atitudes corretas para chegar lá.

Invista em capacitação

O treinamento é uma das ferramentas mais apropriadas para incentivar a melhoria do desempenho dos colaboradores e sua motivação. Essa é uma forma de reconhecimento e valorização. Por isso, qualquer que seja a área de atuação, aposte em cursos profissionalizantes, técnicos, de pós-graduação, idiomas etc. Ao se especializar, o colaborador melhora seus resultados e tem um estímulo claro para sua permanência no negócio.

Estimule a criatividade

A inovação só pode ser aplicada por meio da criatividade. Por isso, o gestor de RH deve adotar técnicas que contribuam para esse processo. Uma delas são os processos flexíveis, já que a estruturação exagerada tende a limitar a confiança dos profissionais. Esse é o caso do programa “20% do tempo” da Google, que oferece esse percentual para que os colaboradores explorem sua criatividade.

Já o Facebook implementou o “Hackamonth”, que permite aos colaboradores trabalhar em uma equipe diferente por um mês. Desse modo, a integração entre os times é estimulada e os profissionais conseguem ter novas perspectivas e experiências.

Ofereça canais de comunicação abertos e transparentes

O RH e os gestores devem estar dispostos a conversar com os colaboradores sobre qualquer assunto. Possíveis problemas, ansiedades e frustrações devem ser compartilhados para que sejam contornados e não causem impactos negativos à organização. Assim, é possível acompanhar os incidentes e resolver os conflitos antes que prejudiquem os resultados.

Ofereça feedbacks constantes

Os feedbacks indicam ao colaborador o que já está bom e o que deve ser melhorado. Essa prática pode ser executada de maneira formal ou informal. De qualquer forma, devem ser constantes. Lembre-se de que essa atividade é imprescindível para que o profissional saiba o que a empresa espera dele e possa trabalhar nos pontos negativos.

É aí que entra a importância da avaliação de desempenho, que contribui para uma gestão mais adequada, junto com o repasse de feedbacks.

Quais são os benefícios do sistema de avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho é a ferramenta adequada para que as ações executadas na empresa tenham êxito. Seu objetivo é avaliar a performance de um colaborador ou de uma equipe por meio da identificação, do diagnóstico e da análise das entregas e do comportamento do profissional.

Com isso, é possível tomar decisões mais acertadas e alinhar as expectativas profissionais à cultura organizacional. Outros benefícios conquistados são:

  • identificação de habilidades a serem desenvolvidas para aprimorar o desempenho;
  • padronização das avaliações para deixá-las mais objetivas;
  • aumento da produtividade da equipe e individual;
  • criação de um ambiente de trabalho participativo, porque cada um conhece seu papel e importância;
  • elevação do comprometimento dos profissionais;
  • fortalecimento da liderança e das equipes;
  • foco nos resultados;
  • compreensão aumentada sobre a performance dos negócios da companhia.

Para alcançar essas vantagens, é preciso ter um software de avaliação de desempenho, como o Perf, da Appus. Assim, você consegue ajustar a avaliação às necessidades do seu negócio e acompanhar o desenvolvimento da equipe.

O resultado é o aumento da motivação e desempenho, com consequências diretas nos resultados obtidos pela organização. Dessa forma, há uma atuação verdadeiramente estratégica por parte do RH, que assegura o cumprimento dos objetivos delineados.

Agora que você entende mais sobre a importância desse assunto, que tal contar com um sistema que atenda às necessidades do seu negócio? Entre em contato conosco e veja como nossa ferramenta de People Analytics pode ajudar!

Este texto foi produzido por Fabíola Thibes, em parceria com a Rock Content.

Meme Appus News

QUE TAL ASSINAR a nossa newsletter?

Não deixe de ler também…

© 2014 – 2018 | Appus HR Analytics – www.appus.com – Todos os direitos reservados.